Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4

Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4
Estamos atualizando nosso cadastro de políticos que possuem sua fichinha mais suja que pau de galinheiro. Também disponibilizaremos a lista de quem falta mais às sessões e comissões, uso de verbas indenizatórias, doações e patrimônio dos políticos. Aguardem.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

VOCÊ DECIDE - SENADOR LOBÃO FILHO

Do Transparência Brasil

Lobão Filho (PMDB-MA)
Senado Federal/BR

Nome de batismo:
Edison Lobão Filho

CPF: 266.446.221-00

Período: 2003-2011

Cargos relevantes: Suplente na legislatura 2003-2011, assumiu em fevereiro de 2008 o mandato na vaga de seu pai, Edison Lobão, nomeado ministro de Minas e Energia.

Outros dados relevantes: Foi membro do Conselho Administrativo da Companhia Docas do Maranhão. Detém concessão de radiodifusão nas cidades de Imperatriz e São Luiz, no Maranhão.

Histórico de filiações partidárias: PFL, DEM e PMDB.

e-mail: lobaofilho@senador.gov.br

Eleito(a) pelo DEM.


STF Ação Penal Nº496/2008 - Crime contra as telecomunicações.

STF Inquérito Nº2768/2008 - Formação de quadrilha, falsidade ideológica, uso de documento falso e crimes contra a ordem tributária; investigação sigilosa.

Deu no jornal

Contratou o primo e o tio para trabalhar em seu gabinete (O Globo, 13.set.2008).

Suas cotas na distribuidora de bebidas Bemar teriam sido transferidas para um laranja em 1998. Atualmente com o nome de Itumar, a empresa tem dívidas acumuladas em R$ 42 milhões com a Receita do Maranhão, desde 2000. O Ministério Público estadual investiga se Lobão Filho é sócio oculto da empresa. A Corregedoria do Senado também iniciou investigação sobre o caso. O STF autorizou abertura de inquérito para investigar o caso (Folha de S. Paulo, 15.jan.2008, 7.fev.2008; O Jornal, 19.ago.2008).

Acusado de envolvimento em esquema que apagou mais de 50 mil notas fiscais do sistema da Companhia de Processamento de Dados do Maranhão (Prodamar), entre 1993 e 1996. Uma das beneficiadas foi a distribuidora de bebidas Itumar, da qual suspeita-se que Lobão Filho tenha sido sócio (O Estado de S. Paulo, 16.jan.2008).

Desde abril de 2009, deixou de prestar contas na internet dos gastos com verba indenizatória (Folha de S. Paulo, 12.jul.2009).

Manteria em seu gabinete um funcionário que estaria prestando serviços à Fundação José Sarney. O senador afirma que o empregado não faz parte da instituição, apesar de constar como coordenador de projetos no site da mesma (Correio Braziliense, 23.6.2009; Folha de S. Paulo, 23.6.2009).

Teria sido beneficiado por atos secretos editados pelo Senado entre 1995 e 2009 (O Estado de S. Paulo, 23.jun.2009).

Nenhum comentário:

SIGAM O ELEGENDO