Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4

Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4
Estamos atualizando nosso cadastro de políticos que possuem sua fichinha mais suja que pau de galinheiro. Também disponibilizaremos a lista de quem falta mais às sessões e comissões, uso de verbas indenizatórias, doações e patrimônio dos políticos. Aguardem.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

VOCÊ DECIDE - MÁRIO DE OLIVEIRA

Do Transparência Brasil

Mário de Oliveira (PSC-MG)
Câmara dos Deputados/BR

Nome de batismo:
Mario de Oliveira

CPF: 221.828.616-53

Cargos relevantes: Deputado federal por cinco legislaturas (1983-1987/1987-1991, PMDB-MG; 1991-1995, PRN-MG; 1995-1999, PP-MG; 1999-2003, PPB-MG). Assessor especial do Governo de Minas Gerais (2003-2006).

Outros dados relevantes: Formado em teologia. É pastor e presidente nacional da Igreja do Evangelho Quadrangular. Diretor e redator da Revista Quadrangular.

Histórico de filiações partidárias: PMDB, 1999-2001; PP, 1993-1995; PPB, 1995-1999; PRN, 1989-1991; PSC, 2003-; PST, 2001-2003; PTR, 1991-.

e-mail: dep.mariodeoliveira@camara.gov.br

Votos recebidos na última eleição: 77.719

Eleito(a) pelo PSC.


Deu no Jornal

Foi acusado de ter contratado um pistoleiro para matar o também deputado federal Carlos Willian. O STF investiga o caso sobre segredo de Justiça. O Conselho de Ética da Casa abriu investigação contra o deputado, mas acabou por absolvê-lo (O Estado de S. Paulo, 1.jul.2007; Correio Braziliense, 12.jul.2007; O Globo, 16.mar.2008).

Segundo o jornal O Tempo, documentos obtidos na Junta Comercial de Minas Gerais e na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostram que o deputado é sócio do Sistema de Comunicação Alvorada Ltda. É vedado por lei que parlamentares detenham concessão de radiodifusão (O Tempo, 12.set.2007).

A Igreja Quadrangular, da qual é presidente, estaria envolvida em esquema de lavagem de dinheiro e desvio de verba pública da prefeitura de Contagem. Denúncia criminal contra o deputado foi enviada ao STF (O Tempo, 6.set.2006; Estado de Minas, 17.out.2006; O Tempo, 22.ago.2007).

2 comentários:

Anônimo disse...

Acho q ele faz um ótimpo trabalho, essa falação fiada é inveja.

Anônimo disse...

Esse nós já conhecemos, é presidente da Igreja e a ficha dele é estensa. Nele não votamos mais.

SIGAM O ELEGENDO