Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4

Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4
Estamos atualizando nosso cadastro de políticos que possuem sua fichinha mais suja que pau de galinheiro. Também disponibilizaremos a lista de quem falta mais às sessões e comissões, uso de verbas indenizatórias, doações e patrimônio dos políticos. Aguardem.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

VOCÊ DECIDE - NELSON TRAD

Do Transparência Brasil


Nelson Trad (PMDB-MS)
Câmara dos Deputados/BR

Nome de batismo:
Nelson Trad

CPF: 004.167.701-34

Cargo anterior:
Deputado federal (PTB-MS)

Cargos relevantes: Secretário de Justiça do Estado do Mato Grosso do Sul (1980-1982). Deputado estadual (1987-1991, PTB-MS). Deputado federal por quatro legislaturas (1991-1995/1995-1999/1999-2003/2003-2007, PTB-MS).

Outros dados relevantes: Formado em direito. Procurador-Geral de Justiça do Mato Grosso do Sul (1979-1980). Presidente do Conselho Penitenciário do Estado do Mato Grosso do Sul e do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação de Futebol. Pai de Nelson Trad Filho, prefeito de Campo Grande (2009-2013), e de Marquinhos Trad, deputado estadual (2007-2011).

Histórico de filiações partidárias: PDS, 1983-1987; PMDB, 2003-; PTB, 1963-1965; PTB, 1982-1983; PTB, 1987-2003.

e-mail: dep.nelsontrad@camara.gov.br

Votos recebidos na última eleição: 63.694

Eleito(a) pelo PMDB.



Ocorrências na Justiça e Tribunais de Contas

TCU Acórdão 27/2003 - Cobranças de materiais faturados e não entregues pela empresa O Bisturi - Equipamentos Médico-Hospitalares Ltda., da qual o parlmentar é representante legal, causaram dano ao antigo Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS). A empresa, na pessoa do parlamentar, seu representante legal, foi condenada ao pagamento de débito e teve as contas julgadas irregulares.

Deu no Jornal

É alvo de uma ação popular que questiona o pagamento de pensões pelo extinto Fundo Estadual de Aposentadoria do Parlamentar de Mato Grosso do Sul (Fepams) (O Estado, 14.jul.2008).

Um comentário:

Priscila disse...

Nelson Trad também agrediu fisicamente um câmera e a apresentadora do CQC em uma entrevista.

"... Tudo começou após o digníssimo deputado ser abordado pela equipe, que fazia uma reportagem sobre abaixo-assinados no Congresso Nacional. A produção colocou uma moça para recolher assinaturas de congressistas, que assinavam prontamente sem se certificar do que estavam assinando. Trad apenas colocou a aprovação dele em um pedido para inclusão de um litro de cachaça no Bolsa Família.


Ao ser informado para quê servia sua assinatura, o deputado ficou, digamos, nervoso, e xingou a equipe."

SIGAM O ELEGENDO