Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4

Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4
Estamos atualizando nosso cadastro de políticos que possuem sua fichinha mais suja que pau de galinheiro. Também disponibilizaremos a lista de quem falta mais às sessões e comissões, uso de verbas indenizatórias, doações e patrimônio dos políticos. Aguardem.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

DILMA FALA PELA 1ª VEZ SOBRE APAGÃO E REAFIRMA QUE CASO ESTÁ "ENCERRADO"

LORENNA RODRIGUES
da Folha Online, em Brasília
SOFIA FERNANDES
colaboração para a Folha Online, em Brasília

A ministra Dilma Roussef (Casa Civil) falou na tarde desta quinta-feira pela primeira vez sobre o blecaute que atingiu a maior parte do Brasil entre a noite de terça (10) e a madrugada de quarta (11). Assim como o ministro Edison Lobão (Minas e Energia), Dilma também afirmou que o apagão é um "caso encerrado" para o governo e atribuiu o problema a "ventos, raios e chuvas".

Leia a cobertura completa sobre o blecaute
Veja fotos do apagão que atingiu grande parte do país

"O que aconteceu é que o sistema foi submetido a uma situação muito grave de ventos, raios e chuvas. E com isso terminou tendo sido desligado. O sistema se protegeu, ele se desligou", afirmou a ministra, em evento em Brasília.

A ministra da Casa Civil repetiu o que foi dito por Lobão um dia antes, que também atribuiu o blecaute nacional a problemas climáticos.

Dilma foi criticada pela oposição por não ter se pronunciado antes. Ex-ministra de Minas e Energia, ela ocupou a pasta de 2003 a junho de 2005.

Sobre isso, ela afirmou que não entrará em debate com a oposição: "Eu não vou entrar nesse tipo de polêmica, não me interessa, não é por aí. Não se pode politizar uma coisa tão séria para o país, não se faz isso, não é republicano. Não vou comentar, vou responder tecnicamente", disse ela.

Crise

Ela também negou que o blecaute desta semana seja comparável ao apagão ocorrido durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), e afirmou que o país está mais preparado que naquela época.

"É absolutamente inequívoco que o Brasil de hoje é completamente diferente do Brasil que sofreu oito meses de racionamento. Primeiro, nós temos energia sobrando. Depois, nós temos um sistema de transmissão robusto", disse.

"Consideramos que hoje estamos em uma situação milhares de vezes melhor do que alguma vez tivemos. É o melhor sistema dos últimos tempos", completou.

"Uma coisa é blecaute, que ninguém pode prometer que não vai ocorrer. O que eu prometi é que não haverá racionamento. Racionamento é barbeiragem", afirmou.

Oposição

A ministra negou que as declarações desta quinta-feira tenham alguma relação com as eleições de 2010. "Não vou entrar nesse tipo de polêmica, esse tipo de polêmica não me interessa", afirmou, encerrando o assunto.

Para a oposição, entretanto, Dilma só não foi porta-voz das explicações do governo para o apagão porque o Planalto tenta blindá-la para as eleições de 2010.

Nenhum comentário:

SIGAM O ELEGENDO