Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4

Supremo Condena quadrilha Petista mensaleira por 6 x 4
Estamos atualizando nosso cadastro de políticos que possuem sua fichinha mais suja que pau de galinheiro. Também disponibilizaremos a lista de quem falta mais às sessões e comissões, uso de verbas indenizatórias, doações e patrimônio dos políticos. Aguardem.

sábado, 9 de outubro de 2010

WESLIAN RORIZ PEDE AO TRE-DF SUSPENSÃO DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Representação afirma que conteúdo é 'ofensivo à honra da candidata'.

Google informou que ainda não recebeu a notificação do tribunal.

Do G1, em Brasília

A candidata ao governo do Distrito Federal Weslian Roriz (PSC) e a coligação Esperança Renovada entraram nesta quinta-feira (7) com representação no Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) pedindo a suspensão de quatro vídeos no YouTube. O conteúdo dos vídeos, de acordo com o comando de campanha de Weslian, seria "ofensivo à honra da candidata".

Segundo a assessoria do tribunal, a representação cita vídeos que exibem músicas editadas com falas de Weslian e cenas de debates televisivos editadas. A candidata e sua coligação requerem a exclusão em definitivo dos vídeos, além da informação dos dados cadastrais e o endereço de IP do computador que publicou o conteúdo, o que tornaria possível identificar os responsáveis.

O YouTube pertence à Google Brasil Internet Ltda. A assessoria da empresa informou que a empresa não vai se manifestar sobre o assunto. A relatora da representação, que decidirá o pedido de liminar, é a juíza Nilsoni de Freitas Custódio.

Já houve julgamento do mérito de outro vídeo, intitulado "grande quadrilha". Ele foi questionado em 28 de setembro e a decisão foi publicada nesta sexta-feira no Diário da Justiça. O Google tem 24 horas, a partir do momento em que for notificado, para retirar o vídeo do ar. A multa é de R$ 10 mil por dia caso o conteúdo continue a ser veiculado.

O Google também deverá fornecer os dados que identifiquem quem foram os autores do vídeo.

Nenhum comentário:

SIGAM O ELEGENDO